Pular para o conteúdo principal

Postagens

MAIS RECENTE

Regrets

Eu queria ter sido para você o namorado que você queria. Aquele que te faz feliz e te faz pleno. Aquele que não te deixa faltar nada do que você precisava. Amor, carinho, cumplicidade. Do que a gente precisava.

Eu queria ter sido para você o namorado que você precisava. Aquele que é forte nos momentos em que você fraqueja. Aquele que realmente levanta, se move, vai lá e faz acontecer na própria vida. Aquele que segura a sua mão e diz "eu estou aqui, não precisa desesperar". Aquele que te dá suporte, te levanta, te encoraja e que te abraça bem forte. Aquele que você procura para conversar quando as coisas ficam um pouco nebulosas.

Queria ter me envolvido mais com os seus amigos. Ter ficado mais amigos dos seus amigos, me envolver mais na sua vida. Na vida deles. Me abrir mais. Muito mais do que só na "nossa" vida. Você pode não achar, mas eu sinto falta deles também. Das piadas, das risadas, das reuniões todo mundo junto. Nem precisava de motivo. Eu sinto falta de…
Postagens recentes

i-miss-you-beyoncé.mp3

E me peguei chorando olhando uma foto sua. Tão lindo aquele sorriso. Tão perto estive dele, tantas vezes fui a causa dele.

Escrevo nesse espaço como uma forma de me conectar com você, de sentir a sua presença em mim. Nas minhas memórias. Sempre me pergunto se eu ainda estou presente na sua vida assim como você ainda está na minha. No ônibus que eu pegava para ir para a sua casa. Na série que a gente assistia juntos. Nas comidas que a gente compartilhava deitados na cama de pallets.

Talvez você já esteja com outro alguém, criando memórias, criando planos e criando uma vida junto. Talvez não esteja não, e esteja só curtindo a sua vida. Mas saiba: eu sinto a sua falta. Sinto falta da risada, das revoltas e da companhia. Do tom da sua pele sobre a minha. Do nosso contraste. Um completando o outro. Tenho essa dúvida se as nossas memórias ainda povoam a sua mente.

E mantenho esse espaço para sempre que precisar conversar com você, eu escreva. Que mesmo na minha cabeça, eu tenha a possib…

11:11

A gente já não se fala mais. Não se encontra e nem se esbarra nos mesmos lugares de antes. A gente já não se beija mais, nem passa as mãos no cabelo um do outro. Não fazemos mais programas juntos e nem temos mais o fim de semana só para nós. Eu sei. Você já está em outra, com outro, e eu ainda estou na mesma faixa do nosso disco datado. Próximo.

Não me culpe, entretanto, se ainda estou atolado nas nossas lembranças, tentando inutilmente sair. Não tenho forças. Escrever é colocar todos os meus sentimentos, ansiedades, angústias e saudades em palavras. É me virar do avesso em construções de códigos binários. É dar emoção a zeros e uns tão frios, frio assim como você se foi sem pretender voltar. E ninguém me lê de qualquer forma. Fico me perguntando se você ainda me lê. Você me lê? Manda um sinal de fumaça, me indica que você ainda pensa em mim. Ou que você ainda sente a minha falta e queria estar presente mesmo quando está deitado ao lado de outro. Porque eu penso.

Tantos planos. Mi…

"sei lá, melhor me calar...

... talvez palavras não dizem nada."




- Você me ouviu como fosse um assunto qualquer.

Com Amor,

A vida é uma espiral. É cíclica. E nesse momento voltei ao fundo, à parte ruim do caminho. Todos aqueles sentimentos que achei ter deixado para trás ressurgem, como uma fênix. Com penas brilhantes, chamando a minha atenção. Dei dois passos para frente e você me puxou um para trás, uma foto. Tudo de volta à minha cabeça, todos os ciclos de noias e olhos lacrimejados. Por quê tem que ser assim? Tão distantes?

Seguir em frente é uma caminho fácil para quem é forte, mas não sou. Eu sou frágil. Preciso dos teus braços naqueles dias difíceis. Por onde eu passo pelo menos um pensamento me remete a você, meu fantasma mais profundo. Encho o meu dia de tarefas, fico exausto, não me dou trégua. Onde está você? Por quê não vai embora de vez ou volta. Volta logo.

Sinto um sorriso no canto do lábio, lembro da sua voz no timbre exato. Naquele timbre que eu amava. Grave, alto e bem projetado. Um homem inteligente e fiel que por algum tempo foi meu. Me pergunto se no meio do seu dia você ainda lembr…

Me ensina como seguir, por favor.

E você já me esqueceu, já está em outra. Eu aqui sabendo que preciso te deixar ir, mas não consigo me desfazer das nossas memórias, das lembranças e sensações. Das nossas alegrias.

Baixo aplicativos, tento seguir em frente, mas é tão difícil. Me incomodo, desinstalo. Não consigo nem conversar. Já dei like em você para ver se o match volta. O choro quer vir sempre, junto com a vontade de falar contigo e escutar a sua voz. Como você me superou tão fácil? Como você nos superou tão rápido? Eu sigo não conseguindo me relacionar com ninguém, sem conseguir nem me imaginar a criar laços com ninguém. Eu sigo sem conceber uma vida feliz onde você não esteja ao meu lado.

Mas ele veio, né? Veio de longe para passar o feriadão com você, para te ver. E está te cuidando, te beijando e te acariciando. Eu queria que fosse eu, mas você desistiu. Você desistiu da gente e já partiu pra outro.

Agora você ganha mais, a sensação de que a vida melhorou sem mim deve ser bastante palpável. Você agora faz tu…

Meu pensamento é só em você

Engraçado, essa semana eu pensei tanto em você. Eu pensei tanto na gente, na nossa rotina, nos nossos finais de semana planejando uma vida a dois. Senti o cheiro da nossa batata na manteiga, senti saudade da faxina, das danças que te arrancavam um sorriso lindo, da sua cara de bobo. Senti saudade da minha felicidade, aquela felicidade que eu nunca mais senti.

Eu estou bem, não se preocupe, mas a saudade ainda dói. Eu estou feliz, não se preocupe, mas aquela felicidade era um nível bem mais acima, aquela que só você me fazia sentir. E eu sinto tanta falta.

Eu penso nas nossas conversas, nas tardes após o almoço deitados na cama sem fazer nada. Às vezes cochilando, às vezes conversando, às vezes calados sentindo a presença um do outro, sentindo o amor um do outro.

Eu sinto falta de pegar o ônibus e seguir rumo à sua casa, a mochila cheia de roupas para passar uns dias enquanto secretamente eu desejava estar me mudando para morar com você. A integração lotada. Os vários minutos esperando…

Eu, bobo.

Que bobo eu por acreditar no perdão. Por acreditar no amor. Por acreditar na nossa história. Que bobo eu por acreditar no “está tudo bem”. Por me importar com o seu bem estar. Mesmo depois de tudo já acabado. Que bobo eu por não enxergar o momento onde tudo mudou. Por me agarrar às suas palavras bonitas. Por justificar a sua atitude mais fria e ferina. Que bobo eu por acreditar no seu retorno. Por acreditar no nosso amor acima de tudo.
Por ainda sentir carinho pelo nossos dias 4 e 25.

Por fazer planos para quando a gente voltasse. Por refletir receitas para fazer nos nossos domingos. Por aprender receitas com ingredientes que você gostava. Por não assistir filmes porque quero assistir com você, quando a gente voltasse. Que bobo eu por acreditar que não existe sentimento de vingança. De ódio. De remorso. Que bobo manter viva a nossa história tão linda enquanto você pisa em cima dela. Enquanto você tenta esquecer tudo. Enquanto você me dedica músicas desejando que eu “me foda”. Que vo…

Sobre (tentar) ser forte

Eu estou me sentindo tão sozinho.
Sem o teu abraço. Sem a tua presença. Eu me sinto tão sozinho. Por mais que eu junte os amigos. Três, quatro, dez amigos. Ainda assim me sinto sozinho. É um vazio que não preenche. É o afeto aprisionado. Eu queria te abraçar. Sentar do teu lado, nossas mãos juntas. O teu corpo ao meu lado. Eu queria sentir o teu perfume. E eu me sinto tão sozinho. Nenhum abraço preenche o vazio da sua partida. Eu estou me sentindo tão sozinho, mas finjo que sou forte na despedida. Escondendo os cacos da alma nas nossas lembranças. Mentindo a mim mesmo enquanto digo: “está tudo bem”. Mas eu me sinto tão sozinho. Está tudo bem.